segunda-feira, 5 de setembro de 2011

II Concurso de Bandas "FILARMONIA"

Nos dias 3 e 4 de Setembro na sede Social da Sociedade Filarmónica Lira Madalense, realizou-se o II Concurso de Bandas "FILARMONIA", uma organização da RTP Açores/Antena1 Açores, tendo a Sociedade Filarmónica "UNIÃO FAIALENSE" arrecadado o 1.º lugar com 65 pontos, sagrando-se assim a digna vencedora da II Categoria.
Em 2.º lugar ficou a SF Recreio dos Pastores de São João Pico e em 3.º lugar a SF União Artista de São Roque do Pico.

Na I Categoria concorreram 2 Filarmónicas, tendo ficado em 1.º lugar com 60,8 pontos a Banda Lealdade de Vila Franca do Campo e em 2.º lugar com 57,7 pontos a SF Lira Madalense.

Agradecemos todo o apoio dos nossos amigos e sócios, bem como o esforço e o exemplar desempenho dos nossos músicos e colaboradores. Um agradecimento também ao nosso Maestro José Maria, por ter acreditado sempre, que era possível "chegarmos lá"...

Viva a "UNIÃO FAIALENSE"






Grupo de Cordas "UNIÃO FAIALENSE"

1991-93 (numa iniciativa de Hildeberto Serpa e José Maria Dutra da Silva)

Estreia-se, no Auditório do Conservatório Regional da Horta, a 19 de Outubro de 1991.

Das suas actuações, destacamos a deslocação aos Estados Unidos da América para participar no lançamento do livro "Angústias Atlético Clube - Subsídios para a sua história", de Carlos Lobão, a 20 de Setembro de 1992.

in. Sociedade Filarmónica "União Faialense" - Subsídios para a sua história, de Carlos Lobão

segunda-feira, 17 de maio de 2010

113.º Aniversário da SF "União Faialense"

A Sociedade Filarmónica “União Faialense” está de parabéns, hoje celebra-se o 113.º aniversário desta associação musical.
Os festejos têm o seguinte programa:

09h00 - IÇAR DA BANDEIRA

12h30 - HOMENAGEM AOS MÚSICOS FALECIDOS COM A COLOCAÇÃO DE FLORES (FALECIDO MAIS RECENTE)

19h00 - MISSA DE ANIVERSÁRIO

20h00 - SESSÃO SOLENE, SEGUIDA DE JANTAR DE ANIVERSÁRIO (MÚSICOS, FAMILIARES E CONVIDADOS)

21h30 - QUINTETO DE METAIS (a)Ventura Brass

22h00 - NOITE DE FADOS COM O GRUPO “SONS DO FADO”

sexta-feira, 30 de abril de 2010

3.º Intercâmbio de Sons da SFUF

Integrado no 113º Aniversário da Sociedade Filarmónica “União Faialense”, pretende esta Instituição realizar o 3.º Intercâmbio de Sons da SFUF nos dias 7, 8 e 9 de Maio do corrente ano, com o seguinte programa:




sábado, 13 de fevereiro de 2010

Assaltos de Carnaval-2010 na SFUF!

















A Sociedade Filarmónica "União Faialense", organiza no dia 13 de Fevereiro o "Assalto dos sócios e dos Amigos" e no dia 15 o "Assalto da Peruca", ambos os assaltos de Carnaval terão o seu início cerca das 21h00.
Traga o seu farnel, família, amigos e venha divertir-se na Sede da Filarmónica.

Desfile de Carnaval

Um grupo de jovens da "União Faialense" participou no desfile de Carnaval-2010 cujo tema era o da biodiversidade.



domingo, 17 de janeiro de 2010

Estreia do Quinteto de Metais (a)Ventura Brass

No passado dia 15 de Janeiro de 2010, estreou-se o Quinteto de Metais (a)Ventura Brass, num concerto que teve lugar na Ermida de Santo Amaro, Freguesia da Conceição, no dia do patrono Santo Amaro e integrado nos festejos da reabertura da Ermida após obras de restauro e benficiação.

Para saber mais sobre os (a)Ventura Brass, clique na imagem abaixo:


93.º aniversário da SF União e Progresso Madalense

Fundada a 15 de Janeiro de 1917, a Sociedade Filarmónica União e Progresso Madalense, festejou no passado dia 15 de Janeiro de 2010 o seu 93.º aniversário.
A SFUF agradece o convite para estar presente nos festejos de mais este aniversário da “União e Progresso Madalense”, formulando votos de parabéns nomeadamente a todos os músicos, maestro, directores, sócios e familiares, desejando que esta data se repita por muitos anos recheados de muitos êxitos musicais.

sábado, 9 de janeiro de 2010

António Rodrigues Macedo, N 31-12-1921, F 08-01-2010


Faleceu o Sr. Macedo, eram cerca das 7 horas da manhã do dia 8 de Janeiro de 2010.

António Rodrigues Macedo foi certamente o músico que mais deu de si à SFUF, tocou 56 anos consecutivos na "União Faialense" e só deixou de tocar música, devido a doença súbita e incapacitante. Por diversas vezes fez parte dos Órgãos Directivos, tendo exercido vários cargos tais como, Presidente da Direcção, secretário, tesoureiro, etc., por vezes foi o ensaiador e o maestro, ensinou música e no tempo em que não haviam fotocopiadoras era o Sr. Macedo quem copiava, escrevia e emendava à mão, as imensas partituras da sua filarmónica. O Sr. Macedo deixou de poder tocar o seu trompete, mas muitas, muitas vezes quando a “União” actuava, lá estava ele a ouvir e apreciar a sua Filarmónica.

Era um homem bom, respeitado e respeitador, conhecia a sua "União" como ninguém e em jeito de brincadeira até o apelidavam de “o dono”, pois ele durante muitos anos fizera da "União" a sua segunda casa, tais eram imensas as horas passadas a escrever musicas, a ensinar os mais novos e a dirigir os destinos da SFUF. Muitos recordam António Rodrigues Macedo como um bom amigo, como um exímio trompetista e uma pessoa sempre pronta para ensinar e ajudar os mais novos na execução musical.

Muito se deve ao Sr. Macedo e se hoje a SFUF ainda perdura no tempo, se hoje ainda há uma filarmónica na freguesia de Angústias, muito se de deveu à sua persistência para manter a “porta aberta”, todo esse esforço e sacrifício dispendido fez com que hoje, todos nós possamos usufruir da música da “velhinha União” como ele sempre o fez...

Obrigado Sr. Macedo e... um até sempre!

Programa Filarmonia (2009)

Um programa de Jorge Santos e Marco Torre, emitido aos Domingos, às 9h30, na Antena 1 Açores.

Para ouvir o programa on-line, clique na imagem:

......................................................................................................

87.º Aniversário do Angústias Atlético Clube

Fundado a 6 de Janeiro de 1923, o Angústias Atlético clube (AAC) celebrou no passado dia 6 do corrente mês o seu 87.º aniversário.

A SFUF agradece o convite para estar presente nos festejos de mais este aniversário do AAC, formulando votos de parabéns nomeadamente a todos os desportistas, equipas técnicas, directores, sócios, simpatizantes e familiares, desejando a toda a família alvi-negra que esta data se repita por muitos anos recheada de muitos ê
xitos desportivos.

O AAC, é Instituição de Utilidade Pública por Decreto de 20 de Agosto de 1928 e é a Delegação n.º 3 do Sport Lisboa e Benfica. para saber mais clique na imagem:



Videos RTP

Festa de Natal da SFUF – 2009

Realizou-se no passado dia 20 de Dezembro de 2009, pelas 20 horas, na Sede da Filarmónica o jantar de Natal da SFUF. Para além do muito convívio, comida e bebida proporcionados aos presentes, houve também um momento de musica com a já tradicional actuação da mini-banda, composta pelos tocadores mais jovens, bem como a realização de alguns jogos e sorteios. A sempre esperada visita do Pai Natal concretizou-se mais uma vez este, tendo havido distribuição de prendas e lembranças aos músicos, directores e aprendizes da SFUF.
O feliz contemplado com o Cabaz de Natal SFUF-2009, foi o menino Guilherme Bettencout dententor do bilhete n.º 0803!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Lançamento do CD “Grupo Coral da Horta 25 anos”

O Grupo Coral da Horta está de parabéns, no passado dia 7 de Dezembro de 2009 e em sessão cultural realizada na Sociedade Amor da Pátria, fez o lançamento do seu primeiro CD entitulado “Grupo Coral da Horta 25 anos”.

A SFUF agradece o convite para estar presente na referida sessão cultural, e dá os parabéns a todos os elementos do Grupo Coral da Horta, sua Directora Artística Renata Rentowska bem como aos nossos músicos e directores que fazem também parte deste agupamento, pelo lançamento do seu primeiro CD com 13 trechos musicais, que para além de prepetuar o trabalho realizado por este Coral, vem também engrandecer o já variado leque discográfico dos grupos musicais faialenses. Colaboraram nesta sessão de lançamento do CD o Grupo de Cantares Ilha Azul e a Tuna da Sociedade Filarmónica Unânime Praiense.

Para conhecer um pouco mais da história do Coral da Horta, clique imagem:



Grupo Coral da Horta lança CD com 13 Faixas


Videos RTP

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A SFUF e os festejos dos 60 anos de Pároco

A SFUF associou-se aos festejos dos 60 anos do Monsenhor Júlio da Rosa como Pároco na igreja de Nossa Senhora das Angústias. Os festejos ocorreram no Domingo dia 6 de Dezembro de 2009.

Pelas 10h20, desfilou a "União" desde a sua Sede até à igreja Paroquial, onde após a chegada e ainda no exterior do templo, executou o seu Hino Social. De seguida tomou lugar na Missa Solene em honra a Monsenhor Júlio da Rosa.

Após o cortejo de entrada e onde as palmas se fizeram ouvir em honra ao aniversariante, foi lido pela jornalista Cristina Silveira um historial de vida de Júlio da Rosa, focando os aspectos mais marcantes de sua vida e de Pastor nas Angústias.

As forças vivas e os organismos da freguesia fizeram-se representar na missa e no cortejo de ofertório. Coube à SFUF, levar as "Galhetas" e apresentar um símbolo da sua actividade, o símbolo mais representativo da filarmónica foi um instrumento musical. Durante a apresentação ao altar, foi lida uma frase que reproduzimos – "Senhor, nós te apresentamos este instrumento musical, como sinal da tua presença no meio de nós. A música também pode ser oração. Ela eleva-nos espiritualmente, desperta sentimentos profundos de amor e de gratidão a Deus. É também mensagem de alegria, esperança e exaltação á vida. A música conduz a nossa vida, expressa a nossa alma e demonstra o que sentimos, pelo nosso Criador e pelos nossos irmãos em Cristo. Ajuda-nos Senhor, para que sejamos sempre e cada vez mais, através da música, promotores da paz e do amor, em prol dum mundo melhor".














Os cânticos da missa tiveram a participação do Grupo Coral Mater Dei, do Coral Juvenil Mater Dei, do Agrupamento n.º 171 do CNE e das Guias de Portugal - Companhia n.º 3.

Após a benção final a SFUF interpretou o Hino de Nossa Senhora das Angústias, tendo de seguida surpreendido o Monsenhor Júlio da Rosa e todos os presentes, com a execução dos "Parabéns a você". O povo presente na igreja bateu palmas ao compasso da música e no final, muitos foram os que quiseram cumprimentar o seu Pároco aniversariante.













Já na Sede da SFUF, onde se seguiu um almoço partilhado em que todos colaboraram trazendo comida e bebidas, foi o Monsenhor Júlio brindado ao entrar no salão de festas da "União", com um mini concerto executado por uma jovem violinista, sendo que no final do almoço a música foi outra, desta vez com fados e guitarradas, dando-se assim por terminada esta festa de homenagem ao Pastor de homens da Paróquia de Nossa Senhora das Angústias.















PARABÉNS MONSENHOR JULIO DA ROSA!





Videos RTP

60 anos de Pároco nas Angústias
















O Padre Júlio da Rosa foi elevado ao título de Monsenhor pelo Papa Bento XVI, dignidade essa que foi anunciada no dia 25 de Maio de 2006, pelo Bispo da Diocese de Angra D. António Sousa Braga durante a Sessão Cultural Mariana, realizada na Igreja Paroquial e integrada nos festejos em honra a Nossa Senhora das Angústias.
Monsenhor Júlio da Rosa, nasceu na freguesia de Flamengos a 24 de Maio de 1924, é filho de José da Rosa da Silveira e de Maria da Rosa da Silveira, ambos naturais da Freguesia da Praia do Norte, tendo sido baptizado na freguesia dos Flamengos no dia 21 de Junho de 1924. Frequentou a escola primária na Praia do Norte e entrou no Seminário de Angra do Heroísmo em Outubro de 1938, onde se formou sacerdote em 1949.
A 8 de Dezembro de 1949 chega à Paróquia de Nossa Senhora das Angústias como coadjutor e Pároco a partir de 1973, de onde nunca mais saiu sendo que no ano de 2009 celebra os seus 60 de Pároco da Angústias.

Confiando que as nossas fontes consultadas estejam correctas, vamos enunciar seguidamente e em jeito de pequeno Curriculum Vitae, alguns acontecimentos e feitos de Monsenhor Júlio da Rosa:
Em 1990 é Sócio fundador da Academia Mariana dos Açores;
Em 1965, inaugura o do Museu de Arte Sacra da Horta, após longos anos de recolhas e organização do espólio coleccionado;
Em 1960 funda a Conferencia Vicentina para os pobres da Freguesia e a Cozinha Paroquial que chegou a servir 120 refeições diárias às crianças desfavorecidas, cozinha esta que veio a encerrar em 1974;
Em 1957, entrou para o liceu da Horta como professor contratado, onde lecciona várias disciplinas até 1977;
Em 1956 organiza o Grupo Coral da Igreja das Angústias, hoje apelidado de Grupo Coral "Mater Dei";
Em 1955 funda a Casa dos Rapazes, que funcionou como centro de convívio para a formação de jovens até 1971. Inicia também Corpo Nacional de Escutas, agrupamento n.º 171, cujas primeiras promessas se realizaram em 1963, seguindo-se também o inicio da Associação Guias de Portugal 3.ª Companhia. Neste mesmo ano, torna-se sócio fundador do Instituo Açoriano de Cultura;
A 20 de Março de 1954, é sócio fundador do Núcleo Cultural da Horta;
É também o grande mentor e impulsionador do Grupo de Acólitos da Paróquia e foi o responsável pela Escola Paroquial.

Algumas publicações de Monsenhor Júlio da Rosa:
2007 - Santíssimo Salvador: Titular da Sé Catedral de Angra do Heroísmo e da Igreja Matriz da cidade da Horta;
2006 - Tradução para a língua inglesa de - Nossa Senhora das Angústias, Senhora Povoadora, Padroeira da Ilha do Faial, por Anthony S. Nunes, East Providence - Rhode Island, EUA;
2005 - Ribeira Funda povo sem História, com tradição, habitat, religião, arte e cultura;
1989 - A Cidade da Horta Cinquenta anos da sua vida cultural, religiosa e artística nas décadas de 40 e 80 Horta 1989, I Tomo;
1989 - Em Louvor do V Centenário do Povoamento da Ilha do Faial 1468-69 e 1968-69;
1984 - Nossa Senhora das Angústias na ermidinha de Santa Cruz, Paróquia na Ilha 1468, freguesia na vila e cidade da Horta, 1684-1984;
1976 - O Culto Eucarístico na iniciação do povoamento das Ilhas do Atlântico e suas constantes no Arquipélago das Ilhas dos Açores;
1976 - Nossa Senhora das Angústias, Senhora Povoadora, Padroeira da Ilha do Faial;
1965 - A Consciência de Comunidade na vida e história do povo Açoriano;
1960 - Infante D. Henrique e sua Devoção a Nossa Senhora;
1959 – É o director e editor do Boletim "A VIDA", da Paróquia de Nossa Senhora das Angústias, cuja edição do mês de Dezembro de 2009 tem o n.º 574 do ano L (50);
1950 - A Assunção de Nossa Senhora na Tradição Açoriana;
1949 - Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima ao Faial, 1949

Condecorações:
A 10 de Junho de 1994 é-lhe conferido o grau de Grande-Oficial da Ordem de Mérito, por Sua Ex. o Presidente da Republica Dr. Mário Soares. Esta Ordem tem por finalidade galardoar actos ou serviços meritórios praticados no exercício de quaisquer funções, públicas ou privadas, ou que revelem desinteresse e abnegação em favor da colectividade. Também em 1994 e por limite de idade, deixa o cargo de Director do museu da Horta.

Em 1962, é agraciado pelo governo de então com o grau de Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique. Ordem esta que tem por finalidade galardoar os serviços relevantes a Portugal, no País e no estrangeiro e os serviços de expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, sua história e seus valores.

Esta é uma pequena homenagem que a SFUF faz a um Grande Homem, que dedicou 60 anos da sua vida à sua Paróquia e às instituições da freguesia de Angústias. E muito mais haveria para se dizer...
Haja Saúde Padre Júlio!

sábado, 5 de dezembro de 2009

O Instrumental

O primeiro instrumental é adquirido no ano da sua fundação, ao longo dos anos vai havendo a compra ocasional de alguns instrumentos e de trocas com outras filarmónicas, até que a 20 de Março de 1984, a «UNIÃO» recebe do Governo Regional dos Açores, novo instrumental em cerimónia alusiva, com participação das respectivas autoridades, músicos e convidados. O instrumental recebido foi o seguinte:
1 Sax-soprano
2 Fliscornes
5 Trompetes
1 Requinta 8 Clarinetes
2 Sax-tenor
2 Bombardinos
2 Sax-alto 3 Clavicornes
1 Tuba
1 Contrabaixo

O instrumental actual ainda não é o desejável mas com apoios governamentais e particulares, vão sendo adquiridos pontualmente alguns instrumentos.

Instrumental novo cedido pelo Governo Regional dos Açores em 20-03-1984












Recepção às autoridades












Cumprimento às autoridades com hino













Exelentíssimo Presidente do Governo Regional dos Açores, maestro da SFUF prof. Ramiro Sousa Pereira e Hélder Lima













..."A 17 de Maio de 1897, nesta Freguesia das Angústias, da Muito Leal Cidade da Horta certamente em ambiente de justificada euforia, fundava-se a "União Musical" que, através dos anos, foi emprestando à "Ilha Azul", o agrado das suas actuações, pelo saber dos seus executantes.
Vicissitudes diversas,...deram azo a que, alguns anos volvidos e, após um ligeiro interregno, precisamente a 21 de Janeiro de 1935, fossem retomadas as actividades musicais, desta vez alicerçadas em Estatutos, devidamente oficializados, com a alteração da designação da colectividade para a de Sociedade Filarmónica «União Faialense»."...

Discurso de Cumprimentos pelo maestro da SFUF prof. Ramiro Sousa Pereira













A Direcção da SFUF em 1984, da esq/dir - Mário Rodrigues (tesoureiro), Fernando Dutra de Sousa (Presidente) e Hélder Lima (Secretário)













Aspecto da sala de festa













Fotos: Silva Fotógrafo

A cassete e o livro da SFUF

A 14 de Setembro de 1993 a SFUF grava uma cassete com 12 temas e a 17 de Maio de 1994 edita o livro "Sociedade Filarmónica «União Faialense», Subsídios para a sua História" da autoria do Dr. Carlos Manuel Gomes Lobão.



















FICHA TÉCNICA
. Título: "Sociedade Filarmónica «União Faialense» - Subsídios-para a sua História".

. Autor: Carlos Manuel Gomes Lobão.

. Capa: Sérgio Luís.

. Edição: Sociedade Filarmónica «União Faialense».

. Processamento de Texto e Paginação: «Telégrafo».

. Montagem e Impressão: «Telégrafo».

. Tiragem: 1000 exemplares.

. I.S.B.N.: 972-95996-0-2.

. Depósito Legal: 75005/94.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

1. º Campeonato de Matraquilhos SFUF














Durante o convívio da Alvorada 2009 na SFUF, foi organizado pelo músico e Director da SFUF Ricardo Costa, um mini torneio de matraquilhos, que contando com a aderência de 8 equipas participantes, muito contribuiu para o entretenimento e diversão de todos os presentes. Abaixo fica o registo fotográfico e classificação dos primeiros três classificados:















1.º lugar
Equipa – CDC Trecos
Emanuel Silva e Luís Terra Carlos














2.º lugar
Equipa – Imbativeis
Délcio Sousa e Ana Sofia Mendonça














3.º lugar
Equipa – Borba e Costa, Lda.
Ricardo Costa e João Borba


A SFUF agradece ao patrocinador dos troféus.

Alvorada 2009

Chegada a madrugada do dia 1 de Dezembro e após convívio dos músicos e amigos na Sede da Filarmónica, a SFUF saiu à rua em desfile pela cidade da Horta tocando o "Hino da Restauração". A SFUF agradece a todos os amigos e familiares que ensonados, pacientemente abriram as portas das suas casas aos músicos e os brindaram, como manda a tradição.
No video abaixo poderá ver e ouvir a SFUF à chegada do Largo Duque de Ávila e Bolama, cerca das 3H50 da manhã. As imagens são de pouca qualidade pois foram captadas de um telemóvel.

video

Hino da Restauração

Portugueses celebremos
O dia da redenção,
Em que valentes guerreiros
Nos deram livre a Nação.

A fé dos campos de Ourique,
Coragem deu e valor,
Aos famosos de quarenta,
Que lutaram com ardor.

P’rá Frente! P’rá Frente!
Repetir saberemos as proezas Portuguesas
Ávante, Ávante,
É voz que soará triunfal,
Vá avante mocidade de Portugal,
Vá avante mocidade de Portugal.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

SEDE SOCIAL

A primeira "Sede" que a "União Faialense" teve foi uma "meia água" (sacristia) na Igreja Paroquial das Angústias, hoje inexistente depois da reconstrução da igreja, resultante dos estragos causados pelo sismo de 9 de Julho de 1998.

Descerramento de placa na antiga sede (sacristia da Igreja Paroquial)16 de Fevereiro de 1997




















Placa alusiva à antiga Sede (sacristia da Igreja Paroquial)no local onde outrora existiu a referida Sede













Em 1984 a Junta de Freguesia de Angústias concede duas salas no 1.º andar do seu edifício, a maior para realização dos ensaios e a outra para a instalação da secretaria. Só em 1989 consegue ter sede própria, graças à Câmara Municipal da Horta que lhe concede a antiga Escola da Canada, sita à rua Capelo e Ivens, mas que devido ao estado de degradação e a um incêndio sofre obras de recuperação, beneficiação e remodelação que muito contribuíram para a realização de toda a actividade da banda e escola de música, bem como da ocupação dos seus sócios e demais actividades lúdicas e recreativas, sendo inaugurada oficialmente a 28 de Novembro de 1993.

Içar da Bandeira por António Macedo com Hino Social











Içar da Bandeira - execução de passo doble











Corte da fita pelo Sec. Reg. do Turismo Dr. Eugénio Leal

















Benção das instalações pelo Rev. Padre Júlio da Rosa

















Discurso pelo Presidente da Direcção Paulo Dutra de Sousa

















Algumas Autoridades e Convidados












Entrega da cassete da SFUF gravada a 14 de Setembro de 1993, contendo 12 temas












Actualmente a sede é composta por um salão de festas com palco e camarim, secretaria, bar, 3 WC e arrecadação (conforme figura).












Antes da sacristia da Igreja a «União» teve como casas de ensaio o Império da Trindade e uma casa velha que lhe ficava ao lado.

O Estandarte e a Bandeira da SFUF

O estandarte – é acetinado branco com duas faixas diagonais vermelhas descendentes da esquerda para direita com uma lira bordada a dourado ao centro, imagem da padroeira NS das Angústias no lado direito e a data de fundação também bordada a dourado no lado esquerdo, tem à volta um cordão "bordeaux" e branco.












A bandeira – é de pano com três faixas horizontais, duas vermelhas e uma branca, sendo a faixa branca mais larga e a do meio, tendo ao centro uma lira. Nas duas faixas horizontais vermelhas a do topo tem as iniciais S e F a branco e a do fundo as iniciais U e F também a branco.












25-09-1955 - A SFUF chega à Urzelina - ilha de São Jorge - festa de São Mateus
Antiga Bandeira da SFUF hasteada na lancha Calheta


Estatutos da SFUF

A 21 de Novembro de 1934 os sócios aprovam e subscrevem os estatutos da Sociedade Filarmónica "União Faialense", que só viriam a ser aprovados e selados pelo Governo Civil da Horta a 21 de Janeiro de 1935.

Os Sócios os que aprovaram e subscreveram os Estatutos em 1934 são os seguintes: António Veríssimo Pereira, Manuel Brás, José Raposo, Manuel Joaquim Maciel, Estácio João da Silva, João Caetano da Rocha, José Pereira, Pedro Ferreira de Matos, Belmiro Inácio Cardoso, José Ferreira Júnior, José Rodrigues da Silva, João da Silva Goulart, Joaquim Domingos da Costa, Henrique Rosa Serpa, Manuel Garcia do Rosário, Daniel Brum, Alexandre Simas e Manuel da Rosa.

Os estatutos foram revistos e aprovados em Assembleia-Geral a 12 de Agosto de 1997.

Carta aos Sócios - Quotas

Caros sócios, tendo em vista uma actualização dos dados referentes aos associados da Sociedade Filarmónica "União Faialense", vimos por este meio manifestar a nossa vontade de efectuar a referida actualização com a maior brevidade possível, tentando assim evitar a ruptura na comunicação com os nossos associados, da qual faz parte e de que manifestamos o nosso apreço pelo Vosso apoio, simpatia e preferência.

Desta forma, estamos a enviar uma ficha aos sócios, solicitando o preenchimento da mesma e pedindo-lhes que esta nos seja devolvida com a maior brevidade possível, de preferência até ao fim deste ano civil, podendo para isso entregá-la pessoalmente nossa/Sua Sede que estará aberta todos os dias entre as 20 e as 23 horas, excepto aos Domingos, ou deixando-a na nossa caixa de correio. Caso ainda não tenha recebido a referida ficha pode solicitá-la em formato digital através do e-mail da filarmónica: uniaofaialense@gmail.com

Chamamos ainda a atenção, para assinalar de acordo com a sua escolha, uma das modalidades de pagamento da sua quota agora implementadas e pedimos o maior empenho e rigor do associado no preenchimento da sua ficha, uma vez que é nossa intenção contactá-lo, para lhe dar a conhecer algumas das actividades desenvolvidas pela Sociedade Filarmónica "União Faialense".

Aproveitamos também para Vos convidar a visitar a nossa Sede e a nos acompanhar nas nossas actuações.

Lembramos aos sócios que as quotas referentes ao ano de 2009 estão a pagamento na nossa Sede Social.

Com os melhores cumprimentos e respeitosas saudações musicais.
A Direcção

domingo, 29 de novembro de 2009

Algumas informações sobre a SFUF

A associação musical Sociedade Filarmónica "União Faialense" (SFUF) foi fundada a 17 de Maio de 1897, na freguesia de Angústias, de acordo com os seus Estatutos, datados de 1934/35, graças ao entusiasmo do Pároco da freguesia, Roque de Morais e de outros angustienses, tais como Tomé Rodrigues, Luís Rodrigues, Luís Goulart, Tomé Silveira Rodrigues, João Caetano da Rocha, Manuel Saul Teixeira e Manuel Pimentel do Amaral.

É uma Instituição de Utilidade Pública (D/PG/96/10 - Jornal Oficial II Série, n.º 21 de 21-05-1996).

Está inscrita como Centro de Cultura e Desporto n.º 3.838 do INATEL e é sócia fundadora da Federação de Bandas/Filarmónicas das Ilhas do Ocidente, actual Federação de Bandas Filarmónicas dos Açores.

É uma Instituição que tem assegurado uma importante actividade musical que lhe tem possibilitado contribuir para manter a execução da música amadora nas festas religiosas e populares do Faial, bem como das ilhas do Pico, Terceira, São Jorge, Graciosa e Flores, onde tem actuado com agrado dos habitantes dessas ilhas.

Também se tem deslocado para fora dos Açores, umas vezes por iniciativa própria e outras a convite de Instituições Governamentais ou da diáspora, tendo participado nas Festas do Espírito Santo que têm tido lugar no Continente e em Fall River-EUA, levadas a cabo por iniciativas da diáspora, por vezes apoiadas por Departamentos do Governo Regional dos Açores. Deslocou-se ainda ao Reino de Espanha onde actuou em Xinzo de Limia na província de Ourense - Comunidade Autónoma de Galiza.

Tem realizado intercâmbios com Bandas Filarmónicas do Continente Português, levando às festas e romarias continentais, o sabor, a alegria e o conhecimento da música açoriana.

Tem mantido um elenco muito jovem de executantes e mantém uma Escola de Música que em número e em qualidade, tem assegurado a continuidade da Banda.

A 14 de Setembro de 1993, grava uma cassete com 12 temas e 17 de Maio de 1994 edita o livro "Sociedade Filarmónica União Faialense, Subsídios para a sua História" da autoria do Dr. Carlos Manuel Gomes Lobão.

Do seu repertório, para além de trechos de autores clássicos, constam vários números de música regional, alguns dos quais da autoria do seu Maestro, Professor José Maria Dutra da Silva, o que vem contribuindo para manter a divulgação da nossa música regional, em qualquer lugar onde actua.

Com alguma regularidade, tem sido convidada pelo Governo Regional e Autarquia para participar em cerimónias públicas que se realizam no Faial.

A sua Sede Social sita à rua Capelo e Ivens, foi cedida pelo Governo Regional dos Açores, sendo uma antiga escola que ao longo dos anos sofreu algumas obras de beneficiação e remodelação que muito tem contribuído para a realização de toda a actividade da banda.

sábado, 28 de novembro de 2009

Alvorada – a festa da Restauração

Como é tradição aproxima-se a celebração da Restauração da Independência.

A SFUF como é hábito, prepara-se para celebrar este evento realizando mais uma noite de Alvorada - noite esta em que os músicos, associados e convidados se juntam no final do dia de 30 de Novembro na Sede Social da SFUF para, em convívio, animada cavaqueira e folia, aguardarem a chegada da madrugada do dia 1 de Dezembro e darem inicio ao desfile de Alvorada pelas ruas da nossa cidade, tocando marchas e o “Hino da Restauração”. Após o desfile os foliões visitam algumas casas, onde executam o “Hino da Restauração” na esperança de que os donos sonolentos, lhes abram a porta e os brindem com bebidas, petiscos e aperitivos.
A SFUF convida-vos a celebrarem esta tradição na nossa companhia. Apareçam, tragam amigos ou um instrumento! …

- A Restauração da Independência é a designação dada à revolta iniciada em 1 de Dezembro de 1640 contra a tentativa de anulação da independência do Reino de Portugal por parte da dinastia filipina, e que vem a culminar com a instauração da Dinastia Portuguesa da casa de Bragança. É comemorada anualmente em Portugal por um feriado no dia 1 de Dezembro. Fonte: http://pt.wikipedia.org/

Alguns eventos/acontecimentos da SFUF

Enumeramos abaixo alguns eventos e acontecimentos relacionados com as várias actividades e valências da SFUF, realizados nos meses de Outubro e Novembro de 2009, após a eleição dos Corpos Directivos 2009/2010:

28-Nov-09 – Realização da 1.ª Lan Party SFUF;
27-Nov-09
– Novo Património - inauguração da 1.ª mesa de matraquilhos da SFUF;
22-Nov-09
– Representação da SFUF no 7.º Aniversário do Coral de Santa Catarina;
18-Nov-09
– Novo Património - aquisição de uma impressora-scaner HP;
16-Nov-09
– Substituição da máquina de café do bar SFUF;
15-Nov-09
– Participação da SFUF na Missa de Santa Cecília, igreja da Matriz - Horta;
13-Nov-09 – Concerto da SFUF no Festival de Bandas Santa Cecília/2009 na igreja da Feteira;
09-Nov-09 – Reabertura do bar de Acesso Reservado da SFUF;
09-Nov-09 – Início da escola de música da SFUF 2009/2010;
07-Nov-09
– Início da pintura interior da SFUF e realização de pequenos arranjos;
31-Out-09
– Festa de Halloween na SFUF, abrilhantada pela banda Feedback;
26-Out-09
– Reunião da Delegação de Ilha da Federação de Bandas dos Açores na Sede da SFUF;
21-Out-09 – Realização da Assembleia-Geral da SFUF para eleição de novos Corpos Directivos.

Novos Corpos Directivos - 2009/2010

Aos sete dias do mês de Outubro de 2009 reuniram-se os sócios em Assembleia-geral na Sede Social, sita à rua Capelo e Ivens, sendo um dos pontos da agenda a eleição de novos Corpos Directivos. A não existência de listas concorrentes apresentadas, levou ao adiamento da sessão para o dia 12 de Outubro.

Recomeçada a sessão e verificando-se o mesmo, a não existência de listas concorrentes, decidiu novamente a Assembleia-geral reunir-se no dia 19, onde ocorreu a mesma situação, a não apresentação de listas concorrentes. A sessão foi mais uma vez adiada desta feita para o dia 21 de Outubro de 2009.

Recomeçada a sessão e após a apresentação de uma lista por Délcio Sousa que foi posta à votação, foi a mesma eleita com 24 votos a favor e 3 votos em branco:

Composição dos Corpos Directivos eleitos:

Assembleia-geral
Presidente –
Mário Manuel Castro Moniz
Secretário – José Norberto de Sousa
Relator – Fernando Dutra de Sousa

Direcção
Presidente –
Délcio Emanuel Bettencourt Sousa
Vice-Presidente – Lisa Maria Cardoso Serpa
Secretário – Mário Jorge da Costa Laranjo
Tesoureiro – Ricardo Filipe Morais Costa
Vogal – Manuel Pereira Alvernaz Melo
Vogal – Nuno Filipe Silveira Melo
Vogal – Carlos António Capaz Macedo
Vogal – Joana Cristina Nunes Rosa
Relator – Daniel João Vieira Duarte

Conselho Fiscal
Presidente –
José Nunes Caldeira
Secretário – José Alberto Martins da Silva
Relator – António Manuel Dutra

Boas-vindas

A Sociedade Filarmónica “União Faialense” (SFUF), dá as boas-vindas a todos os amigos e associados que nos visitam neste nosso blog.
Com este blog a SFUF pretende anunciar os vários eventos e actividades musicais relacionados com a nossa associação, bem como um pouco da nossa história.
Esperamos que goste e que nos visite regularmente neste local ou na nossa Sede Social, bem como nos nossos concertos.
A TODOS AS NOSSAS SAUDAÇÕES MUSICAIS!

Localização da SFUF